Fornecedores, como escolhê-los?

Publicado em

Nas próximas semanas se esgotará o meu prazo para a escolha de alguns fornecedores; quer dizer é mais uma meta do que um prazo, mas o fato é que eu queria começar o mês de setembro com menos pendências. E isso porque tenho um calhamaço de orçamentos e propostas de trabalho, uma lista de conversas por email com fornecedores diversos, que gostaria de arquivar na (pequena) pilha de assuntos resolvidos.

O que mais me preocupa nesse momento é a escolha dos fornecedores de cozinha (bancadas, refrigeração, ilha de cocção), da câmara fria, das coifas e sistema de exaustão, e do monta-cargas ou monta-pratos. E como fazer para escolhê-los?

O método que venho utilizando é o mais simples possível, primeiro pedi indicações para pessoas da área, tentando obter pelo menos três possíveis contratados para cada item. Com as propostas de trabalho em mãos avaliei o que cabe (ou o que chega mais perto) no meu orçamento. E agora venho buscando avaliar o trabalho desses fornecedores na prática, desde visitando suas fábricas como ainda restaurantes que contrataram tais fornecedores.

Após essa fase, a decisão se baseará no melhor custo-benefício, ou seja, no menor preço dentre os fornecedores cuja qualidade foi ratificada por outros clientes.

Parece simples, mas tenho encontrado mais dificuldades do que imaginei pudessem existir. E as dificuldades existem principalmente porque (1) tenho menos dinheiro do que tem se mostrado necessário para as contratações; e (2) eu não sou do ramo e, portanto, conheço poucas pessoas não só para pedir as indicações como, principalmente, para me dar referências dos fornecedores com quem trabalham.

Isso significa que (1) o preço vai ter um peso muito grande no processo decisório, e (2) que eu não fico confortável com o tamanho da minha amostra para finalmente eleger um fornecedor. E mais, a disparidade de comentários, a disparidade de preços apresentados, só me trazem mais desconfianças e dúvidas que tenho dificuldades em sanar.

Por conta de tudo isso que percebo que nenhuma decisão consegue ser 100% técnica (pelo menos não em pequenas empresas – pelo menos não comigo). Diante dos percalços, a empatia com o fornecedor acaba contando bastante. Não só a empatia entre você e os pretensos fornecedores, mas também a sua empatia com aqueles amigos/conhecidos/amigos de amigos que te passaram as referências e por isso balizam o tamanho da sua crença nos seus depoimentos.

Eu queria poder visitar a cozinha e as instalações de muitos restaurantes, obter informações sobre como escolheram seus fornecedores, quais foram os fatos decisivos para esta escolha e se houve algum tipo de arrependimento. No entanto não sinto muita abertura de proprietários para me passarem tais informações, ao menos que os conheça de algum outro lugar. É uma pena… Talvez eu tenha que melhorar primeiro a minha habilidade de fazer amigos, de ser expansiva e extrovertida, conhecer pessoas novas neste novo ramo que me meti, para somente depois decidir os fornecedores…

Só que isso pode levar mais tempo do que a minha demorada obra. Então vou ter que usar as poucas ferramentas que tenho.

Mas já deixo avisado, quem quiser saber alguma coisa das minhas dificuldades e da forma utilizada para escolher fornecedores, pode me perguntar. Eu gosto de falar bastante, e se você me pagar um café fico muitas horas dissertando sobre tudo o que nada sei.

E outra coisa também é certa, às vezes nos impomos tanto trabalho para a escolha de um fornecedor quando quem dá o voto de minerva é o seu gerente do banco! Pois não importa quantos amigos ou conhecidos tenha na área, meu orçamento não vai aumentar por causa disso.

Linda não?

 

Crédito da Imagem: http://www.decoracaodecozinha.com/fotos/cozinha-industrial


 

Advertisements

4 opiniões sobre “Fornecedores, como escolhê-los?

    Felipe Alves disse:
    25/08/2011 às 6:05 PM

    Feeee, tenha muita paciencia viu! Quem disse que avida é facil é porque não sabe o que é viver, seja voce do ramo ou não encontra muitas dificuldades. Mais se voce precisar de alguma coisa da um toque que eu vejo se tem como te ajudar de alguma maneira. Um Beijoo.

      MIMO Restaurante disse:
      25/08/2011 às 9:20 PM

      Obrigada Fe! Pode deixar que quando precisar vou gritar por ajuda! E não esqueça de dar notícias quando passar por São Paulo. Bjos

    […] Depois perdi horas no trânsito visitando instalações diversas, seguindo o meu projeto de escolha de fornecedores. E nem depois de toda comida que ingeri agora à noite o ânimo […]

    Optei pelo Rational « MIMO Restaurante disse:
    24/10/2011 às 12:25 PM

    […] prometi aqui que ia contar para vocês como eu escolhi alguns fornecedores. E um dos corações (no plural […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s