McDia Feliz, nem que seja por meu irmão…

Publicado em Atualizado em

Eu nunca fui de ir no Mc Donald’s. Já gostei de suas batatas fritas e de seus nuggets com molho barbecue, mas isso foi há muitos anos. Fiquei provavelmente quase 10 anos sem comer nada de lá até meu irmão se tornar cirurgião pediatra e dividir o seu tempo entre plantões, hospitais, família com dois filhos, e o GRAAC (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer).

O GRAAC é uma das instituições beneficiadas pela arrecadação de verbas que ocorre no McDia Feliz, quando os recursos da venda do Big Mac são revertidos para esta e outras entidades de apoio e combate ao câncer infanto-juvenil.

Eu não diria que concordo com todas as políticas do McDonald’s, nem com seu posicionamento estratégico, principalmente porque a obesidade infantil é uma enfermidade (ou seria uma condição médica? não sou técnica para dizer) que atinge cada vez mais a população mundial e é alimentada em boa parte por todo o tipo de “junk food” (como a servida pelo McDonald’s) que é tão atraente às crianças e adolescentes.

Mas não sou radical a ponto de somente culpar as grandes empresas capitalistas por todos os males da modernidade e, portanto, não tenho muitos conflitos internos em apoiar, ao menos uma vez por ano, o consumo de um sanduíche do McDonald’s.

Tudo bem que só pensei nisso quando meu irmão foi trabalhar no GRAAC e percebi a seriedade da instituição e a importância da causa. O fato é que quase todo mortal olha para o sapato que aperta o seu calo… eu não sou diferente. Isso não significa que sou adepta do maquievelismo. Mas acredito que se um benefício concreto vem sendo obtido com esta campanha, e se não é o McDia Feliz em si que direta e indiscriminadamente causa a obesidade infantil ou mesmo contribui com seu agravamento, não vejo problema em apoiar.

Assim, já que a edição 2011 do McDia Feliz  será realizada em 27 de agosto, lá vou eu no sábado enfrentar uma fila no McDonalds mais perto. E você?

5 opiniões sobre “McDia Feliz, nem que seja por meu irmão…

    Gus Tambasco disse:
    25/08/2011 às 2:09 PM

    Fe,

    Olha eu aqui de novo…

    A respeito do post acima concordo com você em relação ao assunto Junk Food, não sendo “merito” só das lanchonetes, mas das gondolas de supermercado também.

    Mas não é sobre isso meu comentário, e sim sobre o trabalho que pude participar durante minha vida na Australia, também patrocinada pelo McDonalds, chamado de Ronald McDonald House, que cuidad e crianças e oferece abrigo as familias que tem que sair de suas cidades para o tratamento dos pequeninos.

    Sou 100% Mc Dia Feliz ha mais ou menos 12 anos, e quem sabe um dia chegaremos ao Mimo Dia Feliz, afinal de contas, se cada um de nós fizermos uma pequena parte, teremos no final uma grande conquista.

    Sucesso ao Mimo

    Seu irmao disse:
    25/08/2011 às 4:24 PM

    Obrigado pela lembrança.
    Realmente a causa e de grande importância
    e todos os envolvidos se dedicam com muita seriedade.
    Hoje o GRAACC e um grande centro de excelência em oncologia pediátrica, tanto no tratamento das criancas quanto na formacao dos profissionais, graças ao envolvimento daqueles que estão ou estiveram lá e e claro com a ajuda de toda sociedade.
    Obrigado a todos e a vc Fefe

      MIMO Restaurante disse:
      25/08/2011 às 9:19 PM

      É isso aí! Vamos comer vários Big Macs no sábado! E que o GRAAC possa ser sempre beneficiado para continuar com o lindo trabalho! Bjos

    É hoje: McDia Feliz « MIMO Restaurante disse:
    27/08/2011 às 12:47 PM

    […] já escrevi um post sobre o McDia Feliz, então não vou me […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s