O ataque das lagartas

Publicado em

Se me perguntam se eu amo a natureza não vou responder de pronto nem sim nem não, vou perguntar o que querem dizer com isso.

Amo a natureza no sentido que eu mesma faço parte dela (momento egoísta do dia).

Não sou ativista, não sou radical e faço muitas concessões em prol do conforto. No entanto não só amo a natureza como acredito estar cuidando do meio ambiente ao meu alcance quando reciclo meu lixo, uso sacolas retornáveis, compro alimentos orgânicos e locais sempre que possível, não desperdiço água, armazeno água das chuvas para uso geral, não jogo lixo nas ruas, limpo os bueiros da frente do meu imóvel daqueles que não têm a mesma educação em relação ao lixo, e por aí vai.

Mas eis que este meu amor pela natureza foi colocado à prova há umas semanas quando lagartas invadiram a área externa do MIMO. O pior. Não uma nem duas, algumas… E lá fui eu no Google pesquisar: seria uma praga? é normal da época e daqui a pouco terei lindas borboletas sobrevoando o restaurante? devo fazer algum controle? como fazê-lo?

Nem todas as respostas eu achei. Se alguém entender do assunto por favor me dê uma luz, mas pelo visto vou ter sim que me valer de certos controles de pragas nas árvores, afinal esse é um local onde se serve comida e os bichinhos não são exatamente fofinhos, certo?

Pois é. O amor, neste caso, não é cego. E se eu não posso acelerar o processo da natureza e transformá-las logo em borboletas, o amor à natureza só vai sobreviver com esses bichinhos passeando em outro sítio.

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s